Fonte de energia
Enquanto houver energia no local de trabalho, as ferramentas com fio estarão sempre disponíveis, permitindo que você trabalhe um dia inteiro. As ferramentas sem fios usam baterias, que possuem vida útil limitada antes de precisarem ser recarregadas.

Peso
Apesar de não parecer ser um problema inicialmente, trabalhar o dia inteiro com uma ferramenta pesada pode ser cansativo. As ferramentas com fio são mais leves: o problema é a bateria, pois a tecnologia atual ainda não consegue produzir uma bateria duradoura, leve e pequena. As ferramentas sem fios nem sempre são equilibradas, devido ao tamanho da bateria, dificultando seu uso prolongado.
 
Força bruta
As ferramentas com fios são feitas para serem o mais forte possível. Sua fonte de energia é ilimitada, de forma que elas podem fazer trabalhos pesados, como perfurar concreto, o dia todo. As furadeiras sem fios possuem limites de energia, e são feitas para economizar o máximo possível, para que possam durar o máximo de tempo entre recargas. Isso reduz sua efetividade, limitando-as a trabalhos leves e médios.
 
Custo
As ferramentas com fios costumam ser mais baratas, e as baterias dos modelos sem fios possuem vida útil limitada, e precisam ser substituídas. O custo dessas baterias pode ser próximo do custo de uma ferramenta nova. Os carregadores também podem apresentar problemas e precisar ser substituídos. Outro fator do custo é se você pode tolerar o tempo de inatividade resultante da espera pela carga das baterias. Ao longo do tempo, o custo de uso de uma ferramenta sem fios pode ser muito alto.
 
Mobilidade
Por último, mas não menos importante, vem a liberdade de movimento. A mobilidade é o fator decisivo em muitas instâncias. Com as ferramentas com fios, nem sempre há uma tomada por perto, e as extensões podem ser perigosas. Ainda pior, pode não haver energia no local de trabalho. As ferramentas sem fios podem ser usadas independentemente da estrutura do local, sem ter que se preocupar com a fonte de energia. Muitas pessoas consideram que essa mobilidade é mais importante do que a potência de uma ferramenta com fios.